No feriado de   1º de maio, por força da Convenção Coletiva em vigor, apenas os supermercados/mercearias e lojas varejistas anexas a supermercados poderiam requisitar o trabalho dos seus funcionários para funcionar nesse dia (desde que providenciassem adesão/autorização à cláusula da Convenção).
    Os demais estabelecimentos varejistas deveriam respeitar a folga de seus empregados nesse 1º de maio.
    Entretanto, recebemos informações de que algumas lojas funcionaram normalmente com seus empregados, em desacordo com o estabelecido.
    De acordo com a Convenção (cláusula 36, parágrafo 3º) a prática do trabalho em feriados sem autorização gera multa de R$ 335,70 para cada empregado que trabalhou.
    Se você foi um dos empregados prejudicados, pode exigir essa indenização. Se for o caso, procure o diretor Toninho (1º andar) ou ligue para ele (3233-3011, ramal 107)